faq_perguntas

FAQ – Perguntas

Aqui vocês podem esclarecer algumas dúvidas, caso não encontre logo abaixo entre em contato.

  1. Quais a exigências veterinárias?

    R: Vacinação completa e atualizada V10 (ou V8), Bronchi (ou Pneumo) e Raiva. Trazer a carteirinha para a triagem na Total Dog.

    Anti-pulgas: Frontline® Plus, Revolution ou Max 3. Na alta temporada (grande volume dos cães) o anti-pulgas deve ser feito no check in, durante a triagem.

    Vermifugação atualizada Sugerimos que os cães sejam vermifugados a cada 6 meses. Antes de adentrar o canil é desejável que o cão tenha sido vermifugado nos últimos 3 meses. Verifique quando foi feita a última vermifugação do seu cão.

  2. Como é calculado o valor da diária?

    Pelo (tamanho) do cão, pelo tempo de hospedagem e número de cães:

    Peso do cão: Dividimos em grupos, sendo Pequenos – 1 a 15 kg, Grandes acima de 15 kg.

    Período: Alta ou baixa temporada.

    Necessidades especiais: Cães que necessitam cuidados especiais (curativos, fraldas), medicação fora do horário das refeições (mais de quatro medicamentos / dia), aplicação de insulina, etc, terão um acréscimo de 25% na diária. Explique qual a necessidade do seu cão e lhe passaremos o orçamento devido.

    Número de cães por cliente: dois cães 10% de desconto, três ou mais 15% de desconto na diária.

    Feriados: normalmente são feitos pacotes especiais. Informe-se com antecedência para fazer sua reserva.

  3. A Total Dog tem serviço Leva e traz (delivery)?

    Região de Mairiporã: Delivery de segunda à sábado.

    Para São Paulo: Cobramos por km rodado com o cão. Verifique a tarifa na época da contratação. O transporte para SP precisa ser marcado com antecedência e é feito de acordo com a disponibilidade dos motoristas. Nem sempre é possível buscar ou levar.

  4. Qual o horário de check in e check out dos cães?

    Entrada – das 9h às 16h30 (se não tiver feito triagem veterinária ainda) ou às 17h30 (com triagem pronta) de segunda à sábado.

    Saída – das 9h às 18h, de segunda a domingo.

    Em respeito ao horário de trabalho dos caseiros, pedimos que a retirada dos cães realmente seja feita até as 18h, especialmente aos domingos e feriados, quando não temos a recepção funcionando.

  5. Como é feita a alimentação dos cães?

    Servimos a ração fornecida pelos proprietários. Seguimos as orientações que forem prescritas.

    Todos os cães precisam trazer sua própria ração para que não haja problemas com mudanças bruscas de regime alimentar.

  6. Meu cachorro faz uso de medicamentos controlados. Isso é um problema?

    Não, de forma alguma. Desde que traga a medicação e com a receita do veterinário responsável.

  7. Cães de um mesmo dono podem dormir juntos no mesmo apartamento?

    Sim, acreditamos que cães da mesma casa ficam muito melhor quando acomodados juntos, a não ser que tenham histórico de brigas. Neste caso separaremos de acordo com a orientação do proprietário.

  8. Quando ficam presos, e quanto tempo ficam soltos?

    Eles ficam praticamente o dia todo soltos, desde que não esteja chovendo ou com o sol muito quente. Fechamos os aptos à noite, para evitar que passeiem no relento sob alguma chuva!

  9. Todos podem frequentar a prainha?

    Sim, desde que autorizado pelo proprietário e pela veterinária. Só fazemos uma ressalva aos cães de pelagem longa (exceto goldens), que só vão para a agua se o proprietário solicita e se tiverem banho e hidratação marcados em seguida, para evitar danos à pelagem.

    Alguns cães não gostam de água, mas curtem ficar na turma da bagunça ao lado do rio. De qualquer forma a energia é boa e faz muito bem a eles.

  10. Cães bravos podem se hospedar?

    Na baixa temporada, se o cão é bravo apenas com outros cães, mas permite o manejo, ou seja, sendo possível entrar no apartamento, alimentá-lo, soltar para recreação separada dos demais, podemos hospedá-lo.

    Na alta temporada, quando o volume de hóspedes é maior, não temos como receber cães bravos, pois é mais difícil mantê-los separados dos demais.

  11. Cadelas no cio podem se hospedar?

    Na baixa temporada, sem problemas, desde que sejamos previamente informados com antecedência, caso contrário não nos responsabilizamos eventual gravidez indesejada. Na alta temporada, é preciso verificar a possibilidade e logística desta hospedagem.

  12. O que é preciso trazer com ele(a) para a hospedagem?

    Cama ou colchonete, ou edredon. Não tragam, por favor, camas ou casinhas que tenham mais 1 m de largura ou comprimento.

    Um ou dois brinquedos preferidos.

    Medicamentos se fizer uso de algum.

    Roupas (no máximo duas), caso ele(a) sinta muito frio à noite.

    Primeira hospedagem: uma peça de roupa do proprietário (cheirinho do dono).

    Nome do cão nos pertences, por favor, com etiquetas ou caneta marca texto. Senão não nos responsabilizaremos por eventual extravio.

    Comedouro e bebedouro.

  13. O que NÃO preciso mandar com ele(a)?

    Documentos como pedigree, pasta com todo o histórico do animal, etc.

    Acessórios em geral.

  14. Os cães precisam ser castrados para se hospedar?

    Os machos precisam estar castrados principalmente em períodos de alta temporada. Em periodos de baixa temporada, podemos estudar caso a caso pois teremos espáços para deixá-lo confortável caso precisemos isolá-lo. Caso seja um macho muito dominante, é bom fazer um day care antes da hospedagem para observarmos a reação deste junto com outros cães. Donos de fêmeas precisam informar data do último cio, assim nos prevenimos de problemas futuros pois não nos responsabilizaremos no caso de gravidês indesejada.

  15. A Total Dog é segura para os meus cães?

    Sim, nosso espaço é totalmente murado e cercado, mas temos que ser avisados de cães que tem habilidades específicas de pular muros altos e hábitos de fuga. Por ser um ambiente natural com pedras pequenos barrancos junto ao riacho, cães muito ativos e acostumados a ambientes muito protegidos, como por exemplo, de apartamentos ou pequenos espaços, podem eventualmente sofrer pequenos acidentes.

    Exemplo: meu border brincando de pegar bolinha no rio bateu o joelho numa pedra e teve que ficar em tratamento por um mês.

    Um Golden, nosso cliente, acostumado a ficar confinado em pequenos espaços, correndo na grama bateu a cara em um ferro e fez um corte em baixo do olho, um poodle, em day care, de apartamento na brincadeira, pulou da rampa da saída da piscina em uma parte mais alta e passou uns dias com dores.

    Felizmente estes casos são exceções e não tivemos acidentes mais graves, mas no espaço natural eventualidades podem ocorrer e não nos responsabilizaremos por acidentes desta natureza.

    Nossa prioridade é a felicidade e o bem estar dos peludos e acreditamos que eles vivem melhor e mais saudáveis soltos e sujeitos a pequenos riscos do que confinados, protegidos e neuróticos.